Guayrá, Jorge Marques Dias

30 de novembro de 2021

Hey Leitores, turubon? Quanto tempo não é mesmo!! Final de novembro, socorro deus, como o ano ta acabando tão rápido assim, alguém socorre eu aqui com minhas pilhas de livros não lidos e não consegui ler....

Chega pertinho aqui de mim e me conte qual o livro que você tem que ler antes do ano acaba? Bom já eu, minha lista infinitas de livros não lidos.. 😅😅 Agora vamos falar da leitura que terminei recentemente, uma leitura nacional que traz como fundo o território brasileiro.


 No fundo todos os relacionamentos humanos têm uma dose de hipocrisia.


Nessa trama vamos acompanhar Nuno, um jovem que vive em Portugal junto com sua família. Nuno estar passando por problemas, seu relacionamento com Maria Rita não deu certo, está passando por incertezas e dúvidas sobre o que fazer com sua vida. E nisso ele resolve participar de um sorteio, algo que irá dar a ele uma chance de voltar a sua terra natal, o Guayrá, local que ele mal conhece.


 "O mundo de hoje também acaba afastando as pessoas das outras. A amizade nasce e sobrevive quando as pessoas têm algo em comum. Quando esse elo se rompe tudo vai definhando. Nesse momento eu e você somos amigos, temos algo em comum, quando não tivermos mais esse elo tudo acabará."


O Guayrá é uma antiga província espanhola extinta que ficava localizada onde hoje é o estado do Paraná. Nuno nasceu e passou uma boa parte da sua infância no Guayrá, na cidade de Los Horizontes especificamente, e que agora tem a oportunidade de voltar à cidade e reviver as suas lembranças de infância. Mas ao chegar na cidade acabar por se envolver em situações que serão difíceis de resolver e nisso sua estadia em Los Horizontes começar a ficar longa demais.

 

Guayrá é um livro que vai mostrar como seria essa província extinta se ela tivesse se tornado um país no decorrer do tempo, algo que também vai trazer na narrativa alguns momentos históricos. A narrativa é muito boa e com situações de mistério inserido na trama acaba fazendo você se prender na história por querer saber de fato o que vai acontecer no final.

 

O livro tem em torno de 600 poucas páginas e logo de início me senti um pouco intimidada, mas logo acabei me acostumando, porém senti a leitura se arrastar porque são capítulos longos e isso acabou fazendo eu ficar cansada, mas que no final da leitura valeu super a pena.


É um livro que indico bastante para quem gostar de livros com narrações históricas e lembrando que ao pesquisar na Amazon presta atenção ao autor porque há um livro com o mesmo titulo. 


Livro concedido pelo autor

3 comentários

  1. Nas leituras eu estou deixando a vida me levar, mas acho que vou ler alguns lançamentos dos últimos meses. Eu adoro ficções históricas e gostei que é nacional.

    ResponderExcluir
  2. Muito interessante.
    Já tinha visto o livro no blog da Ana e curtido toda a pesquisa que o autor fez para escrever esse livro.
    Respondendo sua pergunta......O jardim esquecido

    ResponderExcluir
  3. Eu gosto demais disso de mergulhar no passado. Uma verdadeira aula de história se a gente for prestar atenção!!!
    E oh, matéria que amava na época escolar!
    Já tinha lido sobre o livro no blog da Ana e com certeza, agora quero mais ainda poder ler!!!
    Beijo

    Angela Cunha/O Vazio na flor

    ResponderExcluir