23 de março de 2020

Confissões de Uma Terapeuta, Renata Lustosa


Olá Leitores! Tudo bem com vocês?!
Alguém aqui amar um chick lit?! O meu contato com esse gênero foi com o livro de Aione Simões e amei esse mundo. Pois, a resenha de hoje é desse gênero que fará você amar, rir e refletir.



Por que, ao que parece, minha vida se transformou em um filme e não sei pausar a fita

Melissa Belinque é formada em psicologia e trabalhar como uma terapeuta para relacionamentos. Ela possui TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo) e toda sua vida foi planejada até o seu próprio casamento. Melissa é apaixonada pelo seu melhor amigo, Rafa. Além do Rafa, ela tem mais dois amigos Pati e Leo. Eles sempre estão juntos.

Melissa com inicio de carreira, ela só tem duas pacientes. Cecilia, uma criança que tem problemas de comportamentos e Alana que é mais para sua especialização. Alana é uma mulher linda e rica, já que ela pagou por um ano a Melissa para ser atendida. Alana tem problemas com relacionamentos e precisa que Melissa ajude com isso até que um dia Alana chega ao seu escritório falando estar noiva é claro, nada podia ser pior que isso é Melissa descobrir que o noivo é seu melhor amigo, Rafa. O amor de sua vida.

"E ai? - ele sussurra, seu rosto a poucos centímetros do meu.
- E aí o quê? - sussurro de volta.
- Quantos gatos você vai querer?"

O mundo de Mel se desmorona, ela ficar totalmente sem rumo. Melissa conhece bem sua paciente e procura fazer com que Alana veja que isso é muito cedo, já que conhece o noivo poucos meses.  E é nessa confusão que Melissa irá perceber coisas que nunca notou antes e assim entenderá que nem tudo na vida tem que ser planejado.

"Talvez eu tenha corrido atrás de algo que não era para mim. Eu só não sabia disso."

Melissa é uma personagem que te encanta desse o início das páginas, mas com o decorrer da trama você começa a ter um pouquinho de ódio. (Desculpa, teve momento que queria entrar no livro e estrangula-la) Mas Mel passou a sua vida inteira focada em uma coisa só que esqueceu de olhar ao seu redor e ver que nem tudo é planejado como ela pensou que é. Já Alana é aquela personagem mimada que consegue tudo o que quer só pelo que tem, mas com a passa das páginas e das sessões com Melissa vamos conhecendo e passamos a entende-la.  Não devo deixa de mencionar os amigos de Melissa, Rafa é como ela, tem sua vida toda planejada no papel e com o anúncio do seu noivado, assustou a todos. Pati é aquela amiga que irá te apoia em qualquer momento de sua vida. Já Leo é o meu crush literário da vida, é aquele personagem que irá te socorre em qualquer lugar que você esteja. Basicamente, ele é o contato de emergência de Melissa.


Confissões de Uma Terapeuta é aquele livro que traz uma boa dose de clichê com uma boa reflexão. Chick lit não é muito o meu gênero, mas sempre que leio algo voltado a isso, me deixa muito encantada. A escrita da autora é muito fluida e com a narração da própria Melissa temos conhecimentos de todos os sentimentos e confusões das personagens. A história vai trata de autoconhecimento e de cuidar de si mesmo. Uma trama que indico bastante para qualquer leitor.


6 comentários

  1. Literatura nacional é?? Eu também aprendi a valorizar mais os tais Chick Lit, com a Aione. Antes já até curtia, mas com ela aprendi a me divertir nas leituras e isso é maravilhoso.
    Apesar de ser um enredo totalmente clichê, eu confesso sem vergonha nenhuma, que amo muito tudo isso. rs
    E já fiquei aqui lendo e criando as cenas na imaginação.
    Lista de desejados com certeza.
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  2. Que resenha mais linda ❤️ Muito obrigada por ter compartilhado suas impressões sobre o meu livro aqui no seu blog lindo!
    Beijos,
    Re Lustosa

    ResponderExcluir
  3. Lily!
    Sou bem fã da literatura nacional e gosto de descobrir novos autores. Não conhecia a Renata, mas como amo chick lit e ainda mais com uma personagem que é psicóloga e tem lá seus prórpios dramas pessoais, fiquei bem curiosa para ler, obrigada.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  4. Por isso que eu tenho cara de ser um crochezinho gostoso daqueles que você adoraria ler depois de sair de uma ressaca literária e eu adoro personagens com dramas pessoais voltados para o chick-lit

    ResponderExcluir
  5. Lily!
    Lendo sua resenha fico imaginando aquele filme estilo sessão da tarde.
    Não conhecia o o livro é nem a autora, mais um livro para a lista de desejados que tem aumentado tanto.
    O enredo mostra Mel que é organizada em sua mente, mas parece que não vida real é um tanto atrapalhada no amor.
    Quero ter oportunidade de ler esse chick lit fofo que pelo jeito arranca boas gargalhadas dos leitores.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi, Lily
    Tô com ele no kindle e agora mais ansiosa para ler!
    Parece ser muito fofo e divertido!
    E a Mel parece ser bem cativante.
    Coitada ter o core partido assim! Kkk
    Logo lerei.
    Bjs

    ResponderExcluir

Layout Free - Design e Desenvolvimento por: Adorável Design