TOP5: Livros da linha DarkLove para você se apaixonar!

14 de outubro de 2022

Heey leitores, turubon?
Na postagem de hoje convidei a Milla do blog Expresso Literário para trazer as suas próprias indicações de livros. Então, já aproveita e anotar as dicas dela e não se esqueça de visitar as redes e o blog onde ela sempre estar compartilhado resenhas.  

DarkLove revela novos talentos femininos da literatura e traz uma seleção pensada especialmente para quem busca sensibilidade com aquela atitude que você só encontra nas páginas de um livro da DarkSide. A marca não é só terror — e também não é só romance.

 

1.   ECOS - Em Harmonia Com os Irmãos Grimm escrito por Pam Muñoz Ryan. 

A história do livro ECOS - Em Harmonia Com os Irmãos Grimm da autora Pam Muñoz Ryan Tudo começa, 50 anos antes da segunda Guerra Mundial, Otto estava em uma floresta em algum lugar do mundo brincando de "Pira se esconde" (esconde-esconde), até que ele se perde na floresta e começa a ler um livro "A 13º Gaita de Otto Mensageiro" que comprara de uma cigana momentos antes.


2.  Para Sempre eu vou te amar escrito por Catherine Ryan Hyde.

A adolescente Angie e sua mãe vivem em residências provisórias. Não importa onde morem, as três nunca ficam muito tempo no mesmo endereço. Até que, ao se mudarem para a casa da tia, as duas irmãs descobrem que são vizinhas de um dog alemão. Sophie se conecta profundamente com o animal, os gritos dão lugar a um silêncio cúmplice. Todo mundo volta a respirar com tranquilidade. Até que Paul Inverness, o carrancudo e recluso tutor do cachorro, vai embora para as montanhas. Após serem postas para fora da casa da tia, a família parte atrás de Paul e seu cachorro. Movida pelo carinho que tem pelo animal, Angie cria coragem para tecer novas rotas de esperança e, apesar dos cinquenta anos de diferença entre eles, desenvolve uma amizade profunda com Paul.

 


3.  A guerra que salvou a mina vida e A guerra que me ensinou a viver escrito por Kimberly B. Bradley.

A guerra que salvou a mina vida: Ada tem dez anos (ao menos é o que ela acha). A menina nunca saiu de casa, para não envergonhar a mãe na frente dos outros. Da janela, vê o irmão brincar, correr, pular – coisas que qualquer criança sabe fazer. Qualquer criança que não tenha nascido com um “pé torto” como o seu. Trancada num apartamento, Ada cuida da casa e do irmão sozinha, além de ter que escapar dos maus-tratos diários que sofre da mãe. Ainda bem que há uma guerra se aproximando.


No segundo livro, A guerra que me ensinou a viver: Após uma infância de maus-tratos, Ada finalmente recebe o cuidado que merece ao ter seu pé operado. Enquanto tenta se ajustar à sua nova realidade e superar os traumas do passado, ela se muda com Jamie, lady Thorton e Susan — agora sua guardiã legal — para um chalé em busca de um recomeço. Com a guerra se intensificando lá fora, as adversidades batem à porta: o racionamento de alimentos é uma preocupante realidade, e os sacrifícios que todos devem fazer em nome do confronto partem corações e deixam cicatrizes.

 


4.  A menina submersa escrito por Caitlín R. Kiernan.

Com uma narração intrigante, não linear e uma prosa magnífica, Caitlín vai moldando a sua obsessiva personagem. Imp é uma narradora não confiável e que testa o leitor durante toda a viagem, interrompe a si mesma, insere contos que escreveu, pedaços de poesia, descrições de quadros e referências a artistas reais e imaginários durante a narrativa. Ao fazer isso, a autora consegue criar algo inteiramente novo dentro do mundo do horror, da fantasia e do thriller psicológico.


5.  Em Algum Lugar Nas Estrelas escrito por Clare Vanderpool.

O livro Em Algum Lugar Nas Estrelas, É Um romance intenso sobre a difícil arte de crescer em um mundo que nem sempre parece satisfeito com a nossa presença. Pelo menos é desse jeito que as coisas têm acontecido para Jack Baker. A Segunda Guerra Mundial estava no fim, mas ele não tinha motivos para comemorar. Sua mãe morreu e seu pai... bem, seu pai nunca demonstrou se preocupar muito com o filho. Jack é então levado para um internato no Maine (o mesmo estado onde vivem Stephen King e boa parte de seus personagens). O colégio militar, o oceano que ele nunca tinha visto, a indiferença dos outros alunos: tudo aquilo faz Jack se sentir pequeno. Até ele conhecer o enigmático Early Auden.

Milla é graduada em Psicologia e produtora de conteúdo literário desde 2020 no @blog.expressoliterario e no Blog literário “com extensão ao perfil literário no Instagram” o Expresso Literário com uma temática voltada para o universo da literatura.

7 comentários

  1. Oi Mila!!!
    Quando vi o título do post, achei que quase não teria livros em comum. Mas surprendemente já li Para Sempre, A Guerra e A Guerra. E os três são livros que me tocaram profundamente

    ResponderExcluir
  2. Os livros da Darkside são lindos, o selo Darklove é o que tem a minha serie favorita: Rastro de Sangue e recomendo a todos que leiam, pois é muito boa.

    ResponderExcluir
  3. Desses eu só li a guerra que salvou a minha vida, que amei e quero muito ler a continuaçao e menina submersa li tb, e mesmo com sua estranha narracao amei demais tb essa historia, o clima dela.
    Quero ler todos os outros!

    ResponderExcluir
  4. Lily!
    Só não li Para sempre vou te amar, os outros todos já me deliciei com a leitura.
    Dicas valiosíssimas e livros muito bons.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  5. Otimas dicas Ainda não li nenhum livro dessa editora mas gostei da premissa de Para sempre e A guerra que salvou a minha vida e A guerra que me ensinou a viver

    ResponderExcluir
  6. Acho que qualquer livro da Dark que cair em minhas mãos irei querer ler. As edições e capas sempre maravilhosas, sem contar nos enredos que são sempre atraentes. A menina submersa está na minha lista de desejados faz tempo.

    ResponderExcluir
  7. Olá! Ótimas dicas, já li A guerra que salvou minha vida, e estou com o segundo aqui para ler também, ganhei Para sempre vou te amar, mas ainda não consegui ler.

    ResponderExcluir