6 de outubro de 2020

Filme: O Jogo da Imitação

Olá Leitores, tutubom?

Vocês sabem de onde veio a ideia da computação ou que deu a origem a ela? Já ouviram fala da Máquina de Turing? Pois, se não é melhor que assista esse filme.


Às vezes é a pessoa que menos imaginamos que fazem coisas que ninguém pode imaginar.


Na trama vamos conhecer a história de Alan Turing, um jovem matemático, cientista que consegue um emprego para tentar codificar um código, basicamente um enigma que os alemães enviam de forma criptografada para a marinha avisando onde serão os novos ataques. Liderado pelo Denniston que está por trás dessa iniciativa e que também faz parte de um programa secreto chamado, Serviço Secreto de Inteligência.

 


Em plena segunda guerra mundial, eles estão tentando quebrar esse código para conseguir derrotar Hilter, porém Alan resolve trazer uma ideia nova. Ele resolve criar uma máquina que consegue decifrar todos os códigos, a máquina é chamada por Christopher. Todos acreditavam que isso é uma loucura, mas que de alguma forma dão a oportunidade para ele.

 


O Jogo da Imitação é baseado no livro de Andrew Hodges, Alan Turing: The Enigma que foi publicado em 1983 trazendo a história do próprio Alan Turing que foi o criador da Máquina de Turing que sua invenção foi para decodificar as mensagens criptografadas e que ele desempenhou o papel importantíssimo na criação da computação moderna, conhecido também como o pai da computação. A longa é incrível trazendo varias reflexões e de como as coisas funcionava naquela época, como por exemplo a questão a sexualidade, para quem não sabe Alan era homossexual, nessa época o ato homossexual era ilegal no reino unido e Alan não podia ser o que era. Isso mostra que naquela época as pessoas eram preconceituosas, mas que não era tão visível como é hoje em dia.

 

Temos também a questão da mulher na sociedade que no grupo que Alan participar tem uma mulher, Joan Clarcke, que ela fez parte da decodificação da mensagem e naquela época as mulheres eram mais considerada a ficar em casa a cuidar dos filhos e se casar, apenas isso. Aqui ela mostra que mulher também é inteligente mesmo não tendo um reconhecimento que deveria. Ah, Alan quando foi descoberto pela sua questão sexual foi submetido a uma castração química e anos depois ele cometeu suicídio por envenenamento por não aguenta mais a sua situação.

 

Eu claramente, amei demais esse filme principalmente ver de como foi a criação da maquina e que basicamente deu origem a ela e ver que foi através de uma maquina que conseguiram ganhar na guerra. Indico muito esse filme para que assista para aprender e conhecer mais a história.



11 comentários

  1. Lily!
    Já tive oportunidade de assistir esse filme mais de uma vez e realmentte é incrível, não apenas por causa do Alan, mas por tudo que faz para esconder sua sexualidade, bem como pelo desprendimento de Joan em querer ajudá-lo de várias formas.
    Vale a pena assistir.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  2. Gosto de filmes assim com essa temática. Nunca vi esse, mas vamos combinar que se tem a Keira e o Benedict o filme deve ser incrível!
    Muito bom ver essa representatividade da mulher aí também ne?
    Que bom que o filme valeu a pena.
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Oi!

    Esse filme é muito bom! Lembro que fui com uns primos ver e quando eles escolheram pensei que seria chato, mas na verdade me surpreendi. O Alan foi um homem extremamente importante para época e até mesmo hoje em dia, porque não teríamos muitas coisas se não fosse pelo que criou. Benedict Cumberbatch também está incrível no papel de Alan Turing.

    ResponderExcluir
  4. Como não amar esse filme? Como não morrer de chorar? Como não enaltecer Benedict?
    E como não planfletar essa obra prima para todo mundo???

    ResponderExcluir
  5. Eu amo de todo o meu coração os trabalhos de Benedict!!!E que graça esse filme. Mesmo não tendo intimidade com números e afins, confesso que senti muito medo de não entender nada e ao contrário, terminei o filme, encantada com a agilidade e perfeição!
    Um filme super indicado!!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  6. Que chique o personagem principal, bem inteligente. A premissa parece ser boa. É bem diferente de tudo que costumo assistir. Gostei da participação da moça no grupo, imprescindível!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Sobre essa questão da homossexualidade, ainda vejo muita coisa hoje em dia, mesmo sabendo que as coisas melhoraram bastante... Mas sinceramente? As pessoas continuam preconceituosas do mesmo jeito.
    Acredite ou não, nunca assisti ao filme porque nunca tive coragem. Admiro muito o trabalho do Alan Turing, então eu sei o que vai acontecer por conhecer a biografia dele, e não quero chorar kkkkkk. Um dia eu tomo coragem!

    Beijo!
    https://www.roendolivros.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Lily
    Eu assisti o filme é realmente muito bom, ainda mais com Benedict Cumberbatch que é um dos atores que gosto muito.
    Lendo sua crítica deu vontade de ver novamente. Obrigada pela dica, beijos.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Lily!
    Confesso que não sou muito fã de filmes baseados ou inspirados em acontecimentos da história, deve ser por isso que não me interessei pelo filme O Jogo da Imitação... Mas nossa, que triste foi o fim do Alan, ser submetido a uma castração química por causa da sua questão sexual, e depois cometer o suicídio :(
    Acho que se eu fosse ver o filme com certeza ficaria depressiva no final, prefiro histórias com final feliz... Bjos!

    ResponderExcluir
  10. Olá! Eita que a história aborda muitos temas interessantes, além de trazer um pouquinho da nossa história, o que particularmente eu amo, ainda não tive oportunidade de assistir, mas espero mudar isso o mais breve possível.

    ResponderExcluir
  11. Oi, Lily
    Que triste esse preconceito todo!
    Mas é uma história impactante e importante de se conhecer mais sobre e com certeza vou assistir.
    Os atores são bons, imagino que a interpretação seja então outro show à parte.
    bjs

    ResponderExcluir

Layout Free - Design e Desenvolvimento por: Adorável Design