Percy Jackson e os Olimpianos, O Ladrão de Raios

25 de maio de 2022

Ei, meus amores, turubon?
Então, se você entrou aqui nessa resenha a primeira coisa que tem que fazer é descobrir se é meio-sangue, se não sabe pois trate de descobrir agora mesmo, sabe por quê? Porque eu sou uma e descobrir isso recentemente. Com essa introdução, acho que já sabe do que irei falar, não é mesmo! Acredito que meu amigo Emerson deve estar em surto agora.

Olhe, eu não queria ser um meio-sangue

Percy é um adolescente de 12 anos que tem uma vida complicada, pois acontece coisas estranhas em sua vida que nem ele mesmo sabe como explica. Ele já foi expulso de varias escolas por confusões meios que sem sentindo e além disso Percy tem dislexia e TDAH o que acaba dificultando seu aprendizado. Em um passeio escolar ao museu, Percy acaba sendo atacado por sua professora lhe pedindo que entregue o Raio que roubou. (se já acontecia coisas malucas com Percy, imagina ver sua professora se transforma em uma fera pedindo algo)
 
Alguma coisa estava acontecendo. Alguma coisa havia acontecido no museu. 

Percy acaba sendo salvo pelo seu professor que na verdade é um centauro junto do seu melhor amigo, Groover, que afinal é um sátiro. Groover precisa levar Percy para o acampamento meio-sangue onde são treinados e que há outras pessoas que são filhos de deuses. Ao chegar ao acampamento acaba conhecendo Annabeth, filha de Atena e muito sabidinha.
 
Eu estava esperando há muito tempo por uma missão, Cabeça de alga - disse ela - Atena não é fã de Poseidon, mas se você vai salvar o mundo, sou a melhor pessoa para impedir que estrague tudo. 
- Se é você que diz. Tem algum plano, sabidinha?

Ele sem entender nada o que estar acontecendo em sua vida, acaba descobrindo que é um meio-sangue, filho de Poseidon e que estar sendo acusado por Zeus de ter roubado o raio. Percy que mal teve tempo de assimilar todas as coisas que estavam acontecendo em sua vida, precisará ir em uma missão ao lado de seu melhor amigo e protetor Groover e Annabeth em buscar do raio e devolve-lo ao Zeus antes do solstício de verão para impedir que se inicie uma guerra entre os deuses.
 


Percy Jackson e o Ladrão de Raio é uma fantasia infanto-juvenil que é o meu favoritado que estarei por aí panfletando para deus e o mundo. É isso mesmo, eu provavelmente mencionarei essa saga por aqui varias vezes que for possível. Vamos começa que eu só tinha em mente “adaptação” que por sinal eu era apaixonada, mas que não tinha lido nada do livro até que tive a oportunidade de ler esse ano e foi a melhor coisa que fiz na minha vida.
 
A escrita de Rick Riordan é tão fluida e maravilhosa que você vai lendo e lendo que quando ver já leu 50 páginas. Amei muito a questão de que quando você começa a ler já temos o Percy falando com você, como se ele estivesse na sua frente lhe contando a sua história, isso foi genial pra mim. Os personagens criados por ele são incríveis, maravilhoso, sem defeito. Sou completamente apaixonada pelo Groover que tem aquele ar cômico que sempre procura deixar a situação mais leve, Annabeth a minha garotinha sabidinha que sempre chama Percy de cabeça de alga (AMOOOO) e o Percy que é o meu personagem que adora desafia o deus e o mundo (AMOOOO, O MELHOR). Não posso deixar de mencionar que o universo que o Rick criar com a mitologia grega é maravilhoso, explica de uma maneira simples.
 
É um livro que vou levar pra minha vida de leitora e com certeza farei todo mundo ler esse universo.


Sim, eu gravei um vlog de leitura lendo Percy Jackson e sou a pior pessoa pra isso, mas aqui estar e espero que esteja bom (sabendo que não estar, sim minha autoestima é uma bosta, kkkk) Espero que gostem!





6 comentários

  1. Será se sou meio sangue, Lily????
    Ainda não li Percy, mas sua empolgação é contagiante!
    Tá ansiosa pra ver a série?

    ResponderExcluir
  2. Você é maravilhosa sempre!!!! E mesmo que dona Angela aqui nunca tenha lido nadinha de Rick(sim, nunca li e vou ser sincera, nem tenho aquela vontade enorme) fiquei vibrando com sua leitura!
    Essa empolgação é natural e isso até traz(só um pouco pra velha chata aqui) a vontade de me jogar nesse universo!!!!
    Beijo
    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  3. Não é muito meu estilo de leitura, mas minha sobrinha adora!!!

    ResponderExcluir
  4. Lily!
    Já considero um clássico.
    Ele realmente é maravilhoso.
    O filme é bom, mas acho o livro bem melhor, com mais detalhes e mais imaginativo.
    Panfleta mesmo, vale a pena.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir

  5. Olá! Já faz um tempo que minha curiosidade em ler essa série só aumenta, ainda mais agora que a esta vindo uma adaptação que promete ser muito melhor do que o desastre que foi a primeira tentativa.

    ResponderExcluir
  6. Olá. Tão gostoso quando me deparamos com uma leitura que nos deixa assim arrebatados. Confesso que essa série nunca despertou em mim aquela vontade de ler.

    ResponderExcluir