Os Elefantes Não Esquecem, Agatha Christie

28 de junho de 2022

Hello, meus queridos leitores, turubon? Me contem aqui vocês têm uma boa memória? Consegue se lembra de coisas que aconteceram há 10 anos atrás? Porque eu sou a pessoa mais ruim de lembrar de coisas que aconteceu, sei lá, cinco minutos atrás. Sim, minha memoria é um pouco péssima.
 
Mas falando em relação a leitura de que irei falar hoje é justamente sobre memorias. Ficou confuso? Só segue na leitura dessa resenha.

Há um velho ditado que diz que os elefantes não esquecem!

Em nessa trama vamos acompanhar a Ariadne Oliver, uma autora de sucesso de livros policias e que não é de comparecer a nenhuns eventos e nem mesmo é de interagir com o seu público. Contudo, ela resolve comparecer a um almoço literário e nisso acaba sendo barrada por uma mulher desconhecida que logo se apresenta por Bredley-Cox, ela começa a fazer perguntas estranhas sobre uma tragédia de um casal que aconteceu há mais de 12 anos atrás, isso porque seu filho estar noivo da filha do casal que morreu.

- Não sei se entendo bem o que quer dizer - interveio Poirot. - Quem você classificaria de elefante? Do jeito que está falando, parece que vai buscar informações no jardim zoológico! 


A questão é a seguinte o acontecimento que aconteceu é do casal Ravenscroft que simplesmente saiu para fazer uma caminhada durante a tarde e simplesmente foram encontrados mortos perto do penhasco. Segundo o detetive que acompanhou o caso diz que foi um assassinato seguido de um suicido, porém nunca encontraram indícios de como aconteceu e quem atirou em quem.


O amor pode facilmente se transformar em ódio. Às vezes é mais fácil odiar a criatura amada do que se tornar indiferente em relação a ela. 


Com essas perguntas sendo feitas pela Bredley-Cox fez com que a própria Ariadne ficasse com uma interrogação na cabeça e nisso vai atrás do maior detetive de todos, Hercule Poirot, que por sinal é seu amigo próximo. Ao chegar ao seu amigo e relatar os acontecimentos da tragédia, ambos resolvem ir atrás em busca de resposta sobre o caso, assim indo atrás das testemunhas e suspeitos que nesse caso conhecido como os elefantes.


Os Elefantes Não Esquecem é o meu quinto, sexto (JÁ NEM LEMBRO MAIS) livro lido da autora junto com meu amigo Ivailton. Pra quem não sabem eu e ele resolvemos fazer essa leitura conjunta dos livros da Rainha do Crime. Esse livro não terá um assassinato a resolver no momento, basicamente é um caso que aconteceu há mais de 12 anos atrás e fiquei até pensativa em relação a isso, do tipo “Como vão resolver um caso que já foi arquivado e que já aconteceu?” Mas como sempre, Agatha Christie tem um dom de fazer você se sentir enganada.


No decorrer da leitura acompanhamos Poirot e Sra. Oliver em buscar de informações, voltando para as pessoas que conviveram com o casal e fazendo essas pessoas relembrarem o que aconteceu naquele dia e como diz o livro Os Elefantes não esquecem, ou seja a nossa memoria ela tem questões de que memorizam coisas que nem nós sabíamos que existia, que simplesmente só estar ali.
 
Eu realmente amei a leitura. É um livro super rápido de se ler e é obvio que dessa vez eu venci Agatha Christie e adivinhei o caso antes mesmo de finalizar o livro. (TOMA AGATHA CHRISTIE) 

E você, já leu algum livro da rainha?


9 comentários

  1. Já li alguns livros da Agatha Christie, e é sempre bom mergulhar nesse universo que ela cria tão majestosamente. Imaginar que uma mulher enfrentou todo o preconceito da época para criar tramas tão fascinantes é incrível. Esse livro eu ainda não conhecia.

    ResponderExcluir
  2. Tenho muita vontade de ler A Gata Triste! Essa premissa é bem interessante. Fiquei curiosa agora....
    Sendo do Poirot, pode ser lido como livro único?
    Sou péssima de memória também kkk

    ResponderExcluir
  3. Esse da Agatha ainda não li, mas como os que li gostei bastante creio mesmo que seja mais um livro excelente.

    Danielle Medeiros de Souza
    danibsb030501@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  4. Não acredito que você conseguiu solucionar o caso!!!! Eu nunca consegui, parabéns!!!

    ResponderExcluir
  5. Olá! Eita que minha memória também não é muito boa, e esse é um dos motivos pelos quais quero reler os livros da Agatha, pois os que li já faz muito tempo, e não lembro basicamente nada, também tinha essa meta de lê-los esse ano, mas por enquanto ainda não dei conta de começar.

    ResponderExcluir
  6. Eu preciso ler essa autora de tantos elogios que já ouvi da escrita dela. Mas eu ainda não sei por qual livro começar e acho que por isso continuo enrolando.

    ResponderExcluir
  7. Lily!
    Já li vários livros da autora mais amada, mas agora estou participando de um desafio de um blog que estamos lendo um livro dela por mês, escritos pela ordem cronológica e tem sido maravilho, mesmo que alguns já tenha lido. Já estamos no sétimo mÊs.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  8. De fato, acho que a minha memória não é tão boa assim, mas para acontecimentos marcantes ela não me abandona. A Rainha do crime ataca novamente e me parece ser um livro muito bom, mas bem clichê de "casos arquivados". Romance policial não é muito minha praia, mas se tivesse um amigo lendo junto igual a ti, talvez me arriscaria. Cheirinhos de livro novo.

    ResponderExcluir
  9. Já li livros da Rainha do Crime inclusive me orgulho de já ter descoberto o assassino .Preciso voltar a ler os livros dela .

    ResponderExcluir