4 de maio de 2020

É Assim Que Acaba, Colleen Hoover

Olá Leitores! Tutubom?
Colleen Hoover uma autora muito elogiada pelos leitores e que basicamente se torna favorito de qualquer um que ler. Sempre que entro em blog que sigo e vejo resenha dos livros dela fico com muita vontade de ler, pois tive a oportunidade de ler, mas nunca imaginei que a leitura acabaria comigo.


Sinto que todo mundo finge se quem é, que, no fundo, somos todos igualmente ferrados. Alguns apenas escondem isso melhor que os outros. 


Lily Bloom, uma mulher resistente com muitas cicatrizes guardadas. A sua infância e adolescência não foram as melhores, ela viveu sob o teto de um relacionamento abusivo. Sempre presenciou sua mãe sendo maltrata pelo pai e ela nunca soube como parar isso. Sua mãe sempre dava desculpa que o pai estava bêbado ou que ela fez algo errado, mas Lily sempre colocou em mente que nunca permitiria uma situação dessa em sua vida. Seu pai vem a falecer e no dia do seu enterro sua mãe pede para que ela faça um discurso fúnebre de coisas boas do pai, sendo que ela fica em silêncio porque não há nada de bom sobre pai que possa falar.

"Às vezes, parece mais fácil simplesmente continuar nos mesmos círculos familiares em vez de enfrentar o medo de saltar e talvez não fazer uma boa aterrissagem."

Em uma noite de volta para Boston, ela vai para o top de um prédio para estar sozinha e respira. Naquele momento aparecer Riley Kincaid, ele é um neurocirurgião como residente e esperando oficializar. Além disso ele é muito bonito e confiante, se sente atraído por Lily e ambos sentes faíscas. Essa foi a última vez que eles se viram.  Ela deixou sua cidade natal indo mora em Boston para realizar seu maior sonho, abrir uma floricultura. Alguns meses depois Lily compra um estabelecimento para reformar e ali ser seu maior projeto da vida. Ela conhece Allysa que entra em seu estabelecimento oferecendo para trabalhar. Allysa é rica e tem tudo, mas para quer trabalha? Ela quer tentar engravidar e não consegue e precisa fazer algo para se distrair e por isso resolve ajuda a Lily com a reforma da floricultura.

"Todo mundo erra. O que determina o caráter de uma pessoa não são os erros cometidos. É como ela usa esses erros e os transforma em aprendizados, não em desculpas."

Em meio a reforma Lily sofre um pequeno acidente e Allysa liga para seu marido, Marshall pedindo ajudar. Ao chegar no estabelecimento para ajudá-la ao seu lado estar o irmão de Allysa, que por sinal é Riley. Um reencontro que irá reaproxima-los, sendo que ambos querem coisas diferente. Riley não quer um relacionamento sério e Lily desejar esse tipo de relacionamento, mas as coisas mudam. Eles vão se conhecendo e Riley faz de tudo para estar com ela até mesmo indo conhecer a mãe dela em um jantar no restaurante famoso de Boston. Em nesse restaurante Lily se reencontrar com seu antigo amor, Atlas. Ele era um adolescente que estudava na mesma escola que ela e que morava em uma casa ao lado da sua. Ele era considerado um mendigo por estar sempre sujo, naquela época Lily resolveu ajuda-lo dando comida e roupas limpas. Assim criando um laço forte e sentimento de amor. Depois de tantos anos ela ainda não o esqueceu e tudo vem à tona.


"Talvez o amor não seja um ciclo completo. Apenas suba e desça, entre e saia, assim como as pessoas em nossas vidas."

Por aqui mesmo paro, não quero soltar nenhum spoiler. É Assim Que Acaba é aquele livro que vai te destruir. A escrita da autora é muito fluida e rápida. A história e dividida em duas partes, a primeira que é intercalada entre o passado e o presente da Lily e a segunda o presente dela. Como falar de um tema tão delicado?! Relacionamento abusivo é uma situação delicada que a autora aborda de uma maneira leve e serena. Em vários momentos tive que parar para respira porque são coisas que me deixou indignada e com raiva. Muitas vezes quis desistir da leitura, queria que aquilo tudo acabasse. Foi uma leitura intensa para mim e ao finalizar e ler a nota da autora foi o que mais me destruiu, é saber que há um pouco da vida dela nessa história.  É uma leitura intensa que merece ser lido mas lembre-se que contém gatilhos.


7 comentários

  1. Oi, Lily
    Eu confesso que esperava uma explosão com esse livro, me sentir impactada com ele. Infelizmente eu recebi spoiler e por isso minha leitura não foi tão surpreendente, apesar de agradável. Adoro a autora e a forma como ela nos deixa abismados com sua narrativa.
    Beijo!
    https://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Destruir. Realmente é isso que Colleen faz com cada leitor. Aliás, talvez essa seja a marca registrada da autora né?
    Eu li poucos livros dela, mas gosto demais de suas letras e da maneira como ele joga o leitor ali, na sofrência..rs
    Super recomendo!!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  3. Nunca li nada da Colleen Hoover, mas sempre que leio alguma resenha dos livros nos blogs que acompanho tenho ainda mais vontade de conferir algo dela.
    Pelo que vi até agora, a maioria dos livros da autora apresenta algum assunto delicado, e pelo que leio por aí, ela consegue acertar muito bem na abordagem.
    Me interessei pelo livro, e ainda mais para saber como a Lily irá lidar com tudo, principalmente sobre Riley e Atlas.

    ResponderExcluir
  4. Lily!
    Não imagino o que seja o relacionamento dos pais ruir, porque os meus viveram até que um deles morreu, mas deve ser bem doloroso, principalmente para quem acompanha isso desde a infância.
    Imagino que a narrativa seja contagiante mesmo, porque a autora tem o dom de emocionar o leitor.
    Deve ser um livro intenso, porque o tema é sério e acaba vivendo a mesma coisa vivida pela mãe, difícil compreender, né?
    É verdade, o assunto deve mesmo ser discutido com muita intensidade, mas sinceramente, ele pode ser bom em tudo, mas não dá para conviver com relacionamento desse tipo, é minha opinião, mas entendo quem se envolve dessa forma e não julgo.
    cheirinhos
    Rudy


    ResponderExcluir
  5. Oi, Lily
    Esse livro foi o primeiro e único até o momento que li da autora.
    Apesar de ser uma leitura que te destrói, e fez chorar horrores eu super recomendo. Tinha gostado de Riley, mas depois do que ele fez desisti dele e o Atlas é um amorzinho, carinhoso, batalhador, ele é um dos meus crushes favoritos.
    Infelizmente emprestei esse livro há 2 anos e a pessoa não me devolveu.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Essa foto ficou perfeita!
    Fiquei super presa na resenha, muito curiosa para que contasse a história toda, mas não contou, rs.
    Por incrível que pareça eu gosto de livros desse tipo, que fazem a gente dar uma respirada e voltar a ler pela leitura ser pesada às vezes.

    ResponderExcluir
  7. Oi, Lily
    A história da sua xará parece ser terrível mesmo. Li várias resenhas e todas, como a sua, me deixaram com vontade de ler. Porém, não gosto muito dos livros da Colleen.
    Mas acho que esse vou ler sim, porque relacionamento abusivo é muito sério e a gente precisa ler tudo, se informar bastante sobre, sempre.
    Bjs

    ResponderExcluir

Layout Free - Design e Desenvolvimento por: Adorável Design