24 de novembro de 2020

O Peso do Pássaro Morto, Aline Bei

 Olá Leitores, turubom?

Finalzinho de novembro e nós leitores fazemos de tudo para finalizar a meta de leitura do ano e a pergunta que não quer calar: Conseguiram finalizar a metas? Bom, eu só estou indo mesmo.

Bom, hoje resolvi fala de um livro que me chamou atenção pelo titulo e que quando comecei a ler, foi simplesmente um tiro no meu coração.


A vida pode ser longa e eu não queria virar uma menina sem lagrima no meio do caminho.


A história é simples, vamos acompanhar a trajetória de uma mulher desde sua infância até a sua fase adulta. Começando com sua idade de oito anos em que simplesmente com sua fase de inocência sem saber o que de fato acontece em sua pequena vida. Ao ir para escola percebe-se que sua melhor amiga já não estava frequentando, sendo que na realidade faleceu e como explicar algo assim para uma criança?


 "É morrer, porque morrer é não poder mais escolhe o que farão com sua carne. Quando estamos vivos, muitas vezes também não escolhemos."


Em cada capitulo são relatados momento de sua vida, de acordo com sua idade sendo dos 8 aos 52 anos. A personagem passa a entender o que é perder alguém em sua vida e como seguir em frente em meio de tanta dor. Com uma narrativa entre versos e poesias traz aquela angustia em suas palavras mostrando uma personagem que sofre, mas que esconde por traz de sua pele tudo que já sofreu.

 


O Peso do Pássaro Morto é um pequeno livro que escolhi para ler no kindle Unlimited quando assinei e que me chamou muito atenção pelo seu pequeno título, mas nunca imaginei que a história seria tão intensa. Com uma narrativa em primeira pessoa em forma de poesia e com poucas paginas a leitura fluir muito rápido e mesmo tendo poucas paginas ela carrega um misto de emoção. A trama abordar vários temas como uma perda pode mudar a sua vida e de como isso pode afetar a você mesmo, a inocência de uma criança que não sabe entender o sentindo da vida. Há uma coisa que preciso muito fala que temos uma questão de estrupo na vida dessa personagem em que ela sofre e como isso mudar sua vida tanto por dentro e por fora.


 "Entendendo que o tempo, sempre leva as nossas coisas preferidas no mundo e nos esquece aqui olhando pra vida, sem elas."


É um livro que aconselho ler e super indico, aqui você ler dentro de um dia. Pois, lembre-se aqui contém gatilhos.



11 comentários

  1. Lily!
    Muito bom poder ler um livro que traz uma carga emocional tão grande que temos de ler até o final com rapidez, para saber como tudo irá terminar.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  2. Puxa que lindo!!!! Sou louca pra ler esse livro desde que lançou e vi as pessoas comentarem super bem dele,deve ter sido extremamente emocionante e triste ter lido esse livro,por se tratar de perda,luto,ainda mais sendo assim tão pequena,eu ainda não sabia que ele intercalava com poesia e isso me agrada bastante vou já procurar no k.U pra ler e me emocionar

    ResponderExcluir
  3. O ano de 2020 passou e a gente tem a estranha sensação de que não saímos do lugar ;/
    Eu também estou deixando a vida me levar, apesar de ter feito uma meta bem baixa(mas maior do que a do ano passado, que fiquei frustrada comigo por ter lido tão pouco rs)
    Acho que já bati, mas só vou ver isso no finalzinho do ano.
    Ainda não li esse livro,mas ele está entre os mais elogiados desse ano.
    Acho que é como você disse: parece simples,mas traz uma carga emocional tão grande.
    Espero sim, antes do ano acabar, ler essa lição de vida!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  4. Dificilmente eu coloco meta, sabe? No máximo, penso num gênero que eu mais quero ler no mês, por exemplo, mês passado foi fantasia. Mas a faculdade acaba tomando muito tempo, então prefiro ir sem muita pressão nas leituras.
    Nossa, é um livro bem difícil de ler né? Ainda mais pelo tema. Gosto de acompanhar personagens ao longo da vida, acho que a gente acaba ficando bem apegado a eles :)
    Boa indicação!

    ResponderExcluir
  5. Tenho visto muitos elogios ao livro e me parece uma leitura envolvente, que emociona e faz refletir

    ResponderExcluir
  6. Oi, Lily!

    Realmente, o título desse livro é bem curioso. Já li pessoas relatando que esse livro é um tiro no coração mesmo. Acho muito interessante histórias que acompanham a personagem desde o começo, é muito bom ver o crescimento.

    ResponderExcluir
  7. O título chama mesmo atenção e ele parece ser um pouco pesado. Não cheguei a ler, mas tenho curiosidade para ver como é de fato. Sobre as metas.. Desisti delas no meio da pandemia, estavam me deixando frustrada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá! Minha meta está longe de ser batida, mas estou fazendo muitas boas leituras esse ano, esse livro parece ser bem intenso, acho muito bacana quando acompanhamos tanto tempo da vida de um personagem.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Lily!
    Realmente o título de O Peso do Pássaro Morto chama a atenção, mas confesso que não me interessei pela trama, não fiquei curiosa para acompanhar a trajetória de vida dessa personagem feminina, me pareceu uma história bem triste, a perda da amiguinha, o estupro... e eu fujo de histórias tristes.
    Mas pelos seus comentários, para quem gosta do estilo essa é uma ótima dica. Bjos!

    ResponderExcluir
  10. Oi, Lily
    Nossa, que livro forte.
    Uma história que parece ser triste, dramática e emocionante ao mesmo tempo.
    Vou querer ler sim.
    É bem o tipo de história com sentido e reflexões que amo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Pelo jeito é um livro para refleti bastante sibre a vida. Eu gostei e leria hoje mesmo, pois é o momento que estou passando, sobre refletir sobre a vida e principalmente nessa situaçao que o mundo passa. A história trás assuntos cotidianos o que é importante, então leria com certeza esse livro.

    ResponderExcluir

Layout Free - Design e Desenvolvimento por: Adorável Design