21 de agosto de 2020

Juntando os Pedaços, Jennifer Niven

Olá Leitores, tutubom?

Em uma leitura coletiva tive a oportunidade de conhecer mais uma vez a escrita da autora Jennifer Niven. Como toda história traz uma lição, não seria diferente com esse.

Alguém gosta de você. Você é necessário. Você é amado.


Libby Strout, uma adolescente conhecida mundialmente como A Garota mais Gorda dos Estados Unidos. Três anos atrás, Libby perdeu sua mãe e com a tristeza e o luto acabou comendo demais que a levou a engordar muito até que ficou presa em sua própria casa e teve que ser tirada por um guindaste. Tempo depois, ela conseguiu emagrecer e agora terá uma vida normal de adolescente e pela primeira vez irá frequenta o ensino médio.


 "Quero ser a garota que pode fazer qualquer coisa."


Por outro lado, temos Jack Masselin, um adolescente que tem uma doença rara chamada Prosopagnosia. Jack tem dificuldade em reconhecer rosto das pessoas ao seu redor, a sua maneira mais fáceis de reconhecer alguém e através de suas marcas como a forma de andar, a cor da pele, a maneira que utiliza o cabelo e de outras maneiras para assim pode identificar sua família e seus amigos. Jack é bem descolado e bem popular entre seus amigos, mas a única coisa é que ninguém sabe de sua doença.


 "É como estar todos os dias em uma festa à fantasia onde todos esperam ser reconhecidos."


Nos primeiros dias de aula, Libby é apenas um alvo para as brincadeiras maldosas entre os meninos, já que ela é gordinha. Em meio ao refeitório Jack resolve pula encima da Libby e no meio dessa brincadeira, Libby dar um soco no olho dele. E por conta de tudo isso ambos são levados para a diretoria, eles terão que frequenta terapia em grupos e uma bela detenção. Jack e Libby vão construindo uma amizade e aprenderá a entender as cicatrizes um do outro.


 "É por isso que às vezes precisamos largar alguma coisa. Não dá pra carregar tudo pra sempre."


Narrado em primeira pessoa com a intercalação entre os personagens vamos conhecendo a jornada e as cicatrizes de cada um deles. Jack é um personagem que se importa com as pessoas, se preocupa demais com sua família principalmente o seu irmão mais novo Dusty, porém há certas ocasiões que ele foi um tremendo de um babaca e imbecil mesmo sabendo que era errado, isso tudo para não ser excluído entre seus amigos. Já a Libby queria pegá-la e colocar dentro de um potinho e protegê-la do mundo. O jeito como ela encarou o mundo, as pessoas ao redor foi incrível. A forma de como ela bateu de frente com as situações que ela passava principalmente pelo bullying que sofria na escola. Ela é uma personagem maravilhosa!

 


Juntando os Pedaços é um livro encantador que ao finalizar irá te deixar refletindo. Aqui será abordado temas como o bullying, a gordofobia e de como uma pessoa que tem Prosopagnosia tem dificuldade em conviver com as pessoas. Quero dizer que nós humanos temos essa problemática de querer julgar as pessoas pela aparência, se a pessoa e gorda ou magra, alta ou baixa ou se tem a pele mais clara ou mais escuras e isso é errado. Temos que aprender que a pessoa é perfeita pelo jeitinho que é. Por isso vou dizer aqui: você que estar lendo essa resenha VOCÊ É PERFEITO, VOCÊ MERECE SER VISTO.

Uma outra coisa que quero ressaltar são dois fatos que não gostei no livro que são os pais de Jack serem irresponsáveis por não perceberem que seu filho tem um problema, eu entendo que eles passavam por um problema no casamento, mas não justifica e a outra coisa e a maneira de como a autora fez Jack querer classificar seus irmãos pela cor da pele, isso me incomodou mas de resto o livro é maravilhoso. Amei demais e indico muito!


15 comentários

  1. Li Juntado Os Pedaços faz um tempinho mas foi uma leitura emocionante e marcante.
    Jennifer teve muita sensibilidade ao criar Libby. Não é fácil escrever uma protagonista totalmente fora dos padrões, e ela conseguiu.
    Também me incomodou Jack ser tão relegado pelos pais ao ponto de não perceberem seu problema.
    Libby falava tanto em Sempre Vivemos no Castelo que não resisti e li o livro. É um pouco confuso mas muito bom.

    ResponderExcluir
  2. Se você soubesse o quanto sou louca para ler esse livro...Puxa, fiquei muito feliz ao chegar aqui hoje e ler uma resenha tão gostosa.
    Eu li Por Lugares Incríveis há um bom tempo, por isso ele está na lista dos livros que ainda vou comprar novamente e sim, Juntando os Pedaços!
    A gente precisa aprender a respeitar o outro e creio que esse livro seja sobre isso!
    Espero sim, poder ter e ler ambos os livros!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  3. Oi Lily,
    Eu amo demais os livros da Jennifer Niven! Já li os dois publicados aqui e cada um, a sua maneira, me conquistaram.
    Eu sempre choro, mas gosto da sensação que me trazem, sinto que saio uma pessoa melhor depois de ler suas obras.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Lily!
    Gosto de livros que abordam temas importantes de serem discutidos.
    Estendo bem todo preconceito passado por Libby porque até 6 anos atrás pesava 118kg e sofia muito preconceito, as pessoas não enxergavam minha essência (que continua a mesma após emagrecer 47kg), viam apenas a questão estética e era horrível ser vista dessa forma.
    Adorei a autora ter unido Jack e Libby e assim ambos aprenderem a superar suas dificuldades e ainda descobrirem que podem ser amados pelo que são.
    Quero demais poder ler esse livro.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  5. Oi Lily, tudo bem? Eu vejo muitas críticas positivas para a autora, mas ainda não li nenhum dos livros dela! Mas parece uma ótima história, com um ótimo tema abordado!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  6. Não conheço a escrita dela, vi que ela também é autora de Por Lugares Incríveis, mas nunca li nem assisti o filme ainda, mas confesso que tenho vontade.
    E que mensagem linda que ele traz! Pelo que percebi, a autora adora trazer essas reflexões né? Parece que vale a pena ser lido e eu fiquei bem curiosa :)
    Abraços

    ResponderExcluir
  7. Lily!
    E A JENNIFER NIVEN FAZ TUDO!
    Como eu amei por Lugares Incríveis sou suspeito para falar, mas é inegável que aqui a autora acerta mais uma vez ao abordar tantos temas importantes e pertinentes e incorporá-los num romance juvenil.
    Ambos os protagonistas aparentam ser muito bem construídos, de modo que seus sentimentos são quase que palpáveis para o leitor, o qual passa a entender seus medos e receios, bem como torcer para a formação desse casal.
    E a mensagem sobre as aparências...TUDO. Infelizmente vivemos numa sociedade que valoriza mais a imagem do que o caráter, e é importante promover discussões para desconstruir esse pensamento tendencioso.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Amiga, eu adoro os livros da Jennifer Niven e amei a proposta de Juntando os Pedaços.
    A gente custa ver protagonistas gordos nas histórias que lemos e pra mim isso só reforça o estereótipo de que bonito e saudável é só o corpo magro. Uma coisa que eu gostei muito foi o desenvolvimento do romance, porque começou com uma amizade e foi crescendo aos poucos.

    Beijo!
    https://www.roendolivros.com.br

    ResponderExcluir
  9. Eu ainda não li nem o outro livro da autora (comecei e larguei) e já coloquei esse na lista haha. Gosto desse tipo de livro e mais ainda dos filmes, inclusive, fiquei sabendo que esse será adaptado para o cinema também e fiquei muito animada. Chorei igual uma condenada com o outro, imagina como será com esse!
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi, Lily!
    Não curto histórias sobre adolescentes, e lendo os seus comentários não me simpatizei pelo Jack, achei essa atitude dele, em agir errado para não ser excluído entre seus amigos bem negativa...
    Mas concordo com você, cada um de nós somos perfeitos do jeitinho é, não devemos julgar as pessoas pela aparência!
    Bjos!

    ResponderExcluir
  11. Olá! Ainda não tive contato com a escrita da autora e mesmo só ouvindo (lendo) maravilhas em relação a ela, ainda não me vi tentada a mudar isso. Esse livro não despertou tanto assim meu interesse, não sei se por trazer personagens tão novos, mas não posso que mesmo novinhos ambos passaram/passam por situações bem complicadas, quem sabe num futuro próximo eu não acabe mudando de ideia.

    ResponderExcluir
  12. Olá Lily!
    Jennifer Niven é uma autora incrível, adoro a sensibilidade que ela tem para escrever sobre temas complexos. Numa época que tanto se fala sobre aceitação corporal e agora com a abordagem explicita da gordofobia essa história é mais do que necessária. Eu não conhecia essa doença que acomete Jack, também acho muita negligência dos pais não perceberem que o filho estava com problemas. Acho que na juventude todos nós fizemos coisas estúpidas para pode se enturmar, eu mesmo me arrependo de muitas atitudes que tomei, por isso consigo entender um pouco o comportamento de Jack. Espero logo ter a oportunidade de ler esse livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi, Lily
    Não li o livro, tem uma premissa interessante.
    Difícil ver protagonista gordo em livros, me sinto representada pelo livro. Sofri muito na escola com os diversos apelidos, mas minha mãe sempre era meu apoio para ser forte.
    Infelizmente no caso de Jack na vida real vejo muitos pais assim, que negligente com os filhos por vários motivos.
    Quero ter oportunidade de ler, beijos.

    ResponderExcluir
  14. Oi, Lily
    Eu já queria ler esse livro, agora quero ainda mais.
    Amei sua resenha. Deu pra ver que é uma hidtlria muito boa e que traz emoção e aprendizado mesmo.
    Julgar alguém pela aparência é terrível.
    O Jack e a Libby parecem sofrer muito, mas também juntos, vão se encontrar de fato.
    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Amei essa capa, simples porém bonita.
    O gênero não faz muito o meu estilo, mas achei bem interessante o enredo, além de trazer uma grande reflexão. Não gostei muito da atitude do Jack, principalmente porque ele também tem um problema mas fica zombando do problema dos outros.

    ResponderExcluir

Layout Free - Design e Desenvolvimento por: Adorável Design